.

falando

Escrito por uma menina que lê até bula de remédio e escreve até em papel higiênico.
Editado por um menino que pensa muito e faz pouco, mas quando faz, não espere menos que a perfeição.

twittando

    Siga-me no Twitter

    Disseram que sou "coloridinha, mas legal"!!! Disseram que sou cor-de-rosa!!! Eu sou DESIGNER, e só!!! Tá bom, com certas gamas de magenta, eu admito... Mas de DESIGN esse blog ainda não tem muito, mas tem o dedinho dele... Atualmente, caloura de JORNALISMO, porque nunca é tarde para realizar os sonhos de sua vida.

    quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

    Ho, ho, ho...


    "Foto de Orkut", especial de Natal...

    quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

    Três semanas e dois dias depois...

    [ESTE TEXTO FOI ESCRITO EM 07.XII.08]
    ... chega ao fim [pelo menos assim espero] a saga para adquirir um novo aparelho celular, após o roubo do anterior [vide post sobre o ocorrido].Tudo começou na sexta-feira, 14 de novembro, após ficar sem o meu Nokia 5610, que embora fosse um bom aparelho, já havia me decepcionado bastante, com defeitos “misteriosos” e afins, mas ainda estou devendo o post sobre isso.

    Como havíamos comprado esse telefone com grande desconto no plano pós pago, em março deste ano, a princípio não poderia adquirir outro nas mesmas condições. De cara, pensei em passar o telefone pré pago da minha mãe, que está no meu nome, para o plano de R$ 40,00 que tem o consumo controlado e pegar um aparelho gratuito deste plano (bem simplezinho, claro). Após algumas tentativas frustradas, entre não conseguir ter aparelhos em estoque, o sistema está operante e a minha mãe está na loja (tudo ao mesmo tempo), acabei desistindo dessa solução.

    Outro passo importante: reativar o chip com o meu número antigo, já que o plano é compartilhado e não está no meu nome, aí precisava do titular, o sistema e o tal chip “em branco”, que também não é muito comum. Uma noite de segunda-feira empenhada na loja própria da operadora e conseguimos. Agora tinha o chip ativado, faltava o aparelho.

    Neste dia, descobri que – se tivesse um Boletim de Ocorrência do roubo – poderia comprar um novo aparelho nas condições do plano [significa desconto de até R$ 750,00]. Bem, como tinha feito o Registro de Ocorrência na Delegacia Virtual [é só entrar no site e preencher as informações pedidas, super prático], tinha que ir até lá [existe a Delegacia Virtaul real] buscar o tal RO assinado e carimbado, isso uma amiga conseguiu com o Boy, super ajuda, mas todo processo levou mais 2 dias.

    Agora, era escolher o aparelho e saber se a operadora ia aceitar esse RO da Delegacia Virtual. Decidimos, então, que o titular do plano ia ficar com o aparelho melhor com desconto grande e eu ficaria com o dele, que é antigo, mas muito bom, mais justo já que eu peguei os dois últimos aparelhos top de linha. Após uma pesquisa profunda chegamos ao Smartphone HTC P3301. Já estávamos entrando na segunda semana, ao chegar na loja, o bendito modelo escolhido havia aumentado R$ 200,00 em relação ao pesquisado, e o vendedor ainda sugeriu que esperássemos uns 2 dias pois a virada do mês ia mudar a tabela e poderia vir mais barato.

    Durante a pesquisa, tinha visto o Nokia N5000 desbloqueado no site do Ponto Frio por R$ 239,00, sendo que o preço normal era R$ 399,00, pensei em comprá-lo na loja e resolver tudo no mesmo dia, mas lá custava R$ 299,00, voltei pro site, tinha aumentado pra R$ 269,00, melhor comprar na loja que esperar 5 dias úteis pra chegar [nisso, passaram-se mais alguns dias]. Após sair da loja da operadora sem nada, fui direto a do Ponto Frio, o N5000 estava numa super promoção por R$ 249,00 só naquele domingo, perfeito, vai ser ele mesmo só que... não tinha mais, só o do mostruário. [tenho por princípio não comprar nada da vitrine, experiências desagradáveis anteriores me dão respaldo pra isso].

    Vamos esperar a tabela virar então... Mais 2 ou 3 dias se passaram, com direito à visitas diárias à várias lojas e nada de descontos ou preços menores... Decidi procurar por um aparelho qualquer de R$ 49,00 reais, o Nokia 1208, por exemplo (o preço mais baixo que já havia visto para um aparelho pré-pago, sem contratos). Logicamente, embora tenha visto vários por esse preço antes, na hora que decidi comprá-lo não encontrei em lugar nenhum... Ou não tinha no estoque, ou havia aumentado.

    Voltamos a opção de comprar um aparelho top de linha com o desconto do plano, o escolhido foi o N95 de 8Gb. Ok, decisão tomada, vamos às compras... Tudo ia muito bem, até chegarmos na 2ª loja própria e não ter o aparelho. Tentamos em uma revenda autorizada, a vendedora disse que tinha o aparelho, em seguida, perguntei se poderia comprá-lo nas condições do plano, com o RO, ela disse que seria preciso ligar pra Claro e seguir uma burocracia que nos custou 45 minutos no telefone, só depois, a vendedora informou: “só o da vitrine”. Tenho por princípio... Ainda tentamos em praticamente todas as lojas próprias da Claro e não tinha o aparelho em nehuma delas, que crise é essa???
    Próxima alternativa, escolher outro aparelho: mais pesquisas e descobrimos um outro Nokia, o N82, que tem tudo que o outro tem e custa bem menos, além de não ser no formato slider (pode parecer estranho, mas preferimos assim). Estava tudo lindo, pensamos até em comprar dois iguais. E lá vamos nós de novo... Chegando na loja, soubemos que a operadora não vende este modelo, aliás, nenhuma delas vende – pelo menos aqui no Rio. A vendedora me veio com uma de: até fizemos um treinamento sobre ele, mas nunca chegou aqui pra ser vendido. Acho que foi nesse momento que procurei as câmeras pra ver se era pegadinha... O Sr. titular do plano decidiu que era esse o aparelho que queria e iria comprá-lo em qualquer outro lugar, independente do plano e de contratos.

    Assim, eu acabei usando o tal RO e o plano pra comprar um aparelho com desconto “agressivo”, como disse a vendedora, tentei vários modelos, uns não tinham, outros não valiam o custo-benefício e por fim, acabei optando por um telefone que já tinha passado os olhos, mas swem cogitar comprá-lo, o SonyEricson C902, ou melhor, o celular do James Bond. Tão lindo, tão fininho, câmera de 5Mp, etc, etc...

    quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

    Convite para o Natal no Morro da Conceição



    Já que estou trabalhando demais e não tenho tempo de postar aqui, vou deixar o cartaz com a programação de Natal pra quem quiser matar a saudade :-)

    Nesta sexta-feira, dia 19/12, a partir das 11 horas - Oficina de Cerâmica "Montando um Presépio" - Escola Pe. Dr. Francisco da Motta - Morro da Conceição

    Próximo sábado - 20/12, às 14 horas - Audição da Escola Popular de Música - Casa de Cultura do Morro da Conceição

    quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

    Projeto Mauá, Morro da Conceição | RJ


    Está pensando em um programa cultural diferente e totalmente gratuito para o fim de semana?! 


    Segue a dica: Projeto Mauá




    Destaque especial para a exposição do Fotógrafo Lissandro Garrido, na Casa de Cultura do Morro da Conceição [Adro de São Fracisco da Prainha, casa 2  |  Acesso pela Rua Sacadura Cabral, nº 71]. Dá uma olhadinha nas imagens da montagem...


    Nada como um dia após o outro...


    Domingo que vem será um dia histórico, sobretudo para os amantes do futebol brasileiro, sobretudo para os flamenguistas... 


    Saber que os vascaínos, que em sua maioria são mais anti-flamenguistas do que propriamente vascaínos, têm duas opções: ou se conformam com a segundona, ou torcem pelo Mengão. Santa ironia. 

    Não quero que o Flamengo perca só para empurrar o eterno rival no o buraco, ainda consigo acreditar na vaga da Libertadores, mesmo depois do vexame de domingo... Torço ferrozmente pelo Grêmio, embora não goste do time, embora tenha um trauma de uma derrota vergonhosa pra eles no passado, mas... antes eles que os são paulinos, botaram tanta banca semana passada, merecem perder o Brasileirão no critério de desempate, seria - no mínimo - super emocionante.

    Se nada disso acontecer, só de saber qe os vascaínos vão torcer, ainda que neguem até a morte, pelo Flamengo, já terá valido o campeonato.

    domingo, 30 de novembro de 2008

    Reduzir, Reutilizar, Reciclar.

    Antes de reciclar, reutilize; antes de reutilizar, reduza!

    Todos nós produzimos lixo. Geralmente não pensamos sobre ele: simplesmente o jogamos fora. Porém, o mundo está ficando sem espaço para guardar todo o lixo acumulado. Através de pequenos gestos, podemos mudar nossos hábitos e adotarmos o consumo consciente.

    REDUZIR: Pense cuidadosamente sobre que tipos de materiais são usados nas coisas que compramos. Reduzir quer dizer economizar de todas as formas possíveis:

    ü Procurar sempre produtos mais duráveis, com menos embalagens ou com embalagens que podem ser reaproveitadas ou recicladas; 

    ü Comprar o suficiente para consumo e por no prato só o que realmente for comer, evitando desperdício de produtos e alimentos; 

    ü Reformar e conservar as coisas, no lugar de substituí-las e doar os objetos e roupas que não são mais necessários para quem precisa;

    ü controlar o uso da água: não deixar a torneira ou chuveiro abertos à toa, desligar a TV e a luz quando não houver alguém utilizando.

    REUTILIZAR: Reutilizar é uma forma de evitar que vá para o lixo aquilo que não é lixo. É ser criativo, inovador, usar um produto de várias maneiras.

    ü Reaproveitar vidros de que servem para armazenar outras coisas.

    ü Utilizar a frente e o verso do papel;

    ü Oficinas de arte e artesanato utilizam restos dos mais variados materiais e produzem coisas lindas e criativas. Vários artistas plásticos utilizam garrafas PET para fazer móveis e obras de arte.

    RECICLAR: Reciclar significa enviar novamente para o ciclo de vida útil, isto é, transformar o material reciclável em produto útil através de processos industriais. Existem condições básicas de qualidade e quantidade para se tornar viável o processo da reciclagem. Uma das atividades que alimentam a reciclagem é a coleta seletiva.


    Para assistir: Uma verdade Incoveniente [nas locadoras]

    Para ler: Os Desafios Ambientais do Século XXI [nas livrarias]

    quarta-feira, 26 de novembro de 2008

    Vaticano lança calendário com jovens (e belos) padres

    Segundo o vaticano, O objetivo é levar informações sobre a Igreja para a população e não instigar desejos pecaminosos.



    Eu, particulamente, acho um "santo desperdício"... ainda mais com a escassez do material no mercado :-)

    quinta-feira, 20 de novembro de 2008

    Gmail com a cara do dona(o)...

    Em pleno feriado, tenho muito trabalho a fazer... 


    Sentei diante do Micro cheia de disposição (mentir é feio) e abri meu email, ou melhor, Gmail e dei de cara com um link novo: "Cores e Temas". Como já estava enrolando pra chegar no assunto, resolvi clicar pra ver qual é a da novidade e achei legal, agora você pode personalisar a aparência da sua caixa de email, escolher cores, elementos de fundo. No meu, de primeira, escolhi "cerejeira", vermelho como eu gosto e cheio de florzinhas, bem gay (espero que ninguém me processe por isso).

    Bem, creio que vale a pena conferir, de tudo, se não gostar é só voltar ao padrão normal.

    Beijinhos***


    terça-feira, 18 de novembro de 2008

    A necessidade faz a oportunidade...


    Bem, dizem que o ser humano, assim como a maioria dos animais, é facilmente adestrado. Acho que concordo, é tão fácil nos habituarmos com alguma coisa e, de repente, parece que sempre usamos ou fizemos tal coisa, e mal podemos nos lembrar como era antes. Tem gente que chama isso de evolução, mas talvez seja puro adestramento...


    Sinto isso em relação ao celular, ao computador, a Internet...  Vivi mais de metade da minha vida sem eles, milhares de pessoas vivem e viveram muito bem a vida inteira sem eles, mas após usá-los por algum tempo, é como se tivesse desaprendido outro modo de vida qualquer. Como um cachorrinho domésico que passa a vida comendo ração, um belo dia, alguma alma caridosa lhe lança um tenro pedaço de carne... Naquele momento, sua humilde existência toma outro sentido, nunca mais ele comerá ração da mesma maneira, se comer, será infeliz...

    Eu, desde sexta-feira sem celular (vide 2 posts atrás), estou me sentindo quase uma indigente, incomunicável, inacessível, desanimada, frustrada, melancólica, quase deprimida... infeliz! Estou tentando me convencer que posso viver sem um telefone móvel, mas tá difícil! Além da necessidade, a cobrança, o hábito... Eu chego a sentir o bolso onde ele ficava tremer, chego a ouvir seu toque, tiraram ele da minha mão, mas acho que não do meu cérebro, é estranho.

    Ontem me deparei com mais um vazio no cotidiano, além do telefone servir como meio de comunicação portátil, servia como rádio, câmera digital, enviador de torpedo, tocador de música, espelho, etc. Mas uma das funções que sempre usei, desde o primeiro modelo que tive e que - de repente me vi sem - foi o despertador. Segunda-feira, precisava acordar cedo pra trabalhar e simplesmente não tinha despertador, não consigo acordar sozinha... o que fazer?! Lembrei que há muito tempo havia um serviço em que ligávamos do telefone de casa e agendávamos uma ligação/despertador para o horário desejado (já me senti uma velha por conhecer isso), dizem que ainda existe, no número 134, pensei que ia acordar a minha prima que mora aqui se o telefone tocasse às 6h da manhã, achei sacanagem... 

    E por falar em prima, lembrei que ela tem celular, resolvi pedir emprestado, coloquei pra despertar pra mim e ao sair deixei pra despertar pra ela. Ótimo! Quer dizer, tirem o fato de que ela acordou assustada quando eu entrei no quarto pra deixar o telefone e não deve ter conseguido dormir mais... Hoje, porém, cheguei e ela já está dormindo, de porta fechada, não vou até lá pegar o telefone, não sei que horas ela precisa acordar pra re-programar o alarme depois de usá-lo e fiquei aqui matutando uma solução mais independente... 

    Foi aí que lembrei que ter um computador com Internet que fica ligado 24 horas deve servir pra alguma coisa. Será que tem algo que faça esse PC servir de despertador?! Que seja capaz de me acordar na hora marcada?! Foi aí que o Oráculo me deu a resposta: procura no Baixaki que deve ter algum programinha... e não é que tem mesmo, vários despertadores, tão simples, tão rápido, baixei um bem básico, chamado ClockX, não levou 20 segundos pra executar (espero que não seja um Trojan, ou similar), mas funciona direitinho, dá pra escolher a configuração, a aparência, programar vários alarmes com som WAV, inclusive selecionar opções para executar programas ou desligar o computador na hora marcada.

    Testei de várias formas e escolhi uma temática em homenagem ao "tio Steve", mas com MP3 não funcionou bem, agora é esperar pra ver se na hora H não vai falhar. Aos meus aluninhos, se eu me atrasar amanhã já sabem o que foi, né?! 

    Fica a dica, se alguém precisar, espero que não seja pelo mesmo motivo que eu...

    segunda-feira, 17 de novembro de 2008

    Como promover um álbum novo com mídia gratuita...

    Mallu Magalhães, o nome da vez! Sucesso da Internet, a cantora/compositora que estourou através do My Space, teoricamente independente, ao completar 15 anos cortou os cabelos e vendeu para ajudar uma ONG, usou o dinheiro que ganhou de presente da Avó pra comprara o 1º violão e trocou a festa pela gravação de algumas músicas de sua autoria em estúdio. 


    Virou ídolo instantâneo, celebridade, sucesso unânime de crítica e público, tem quem ame, tem quem odeie, garota prodígio, com um jeitinho alienado encantador e uma estética meio anos 70, ela está em programas de TV, os mais populares, os mais "cults", faz shows e participações para todos os lados, virou até tema de celular... 

    É tão onipresente que já está cansando os olhares mais atentos e de repente isso: estaria namorando Marcelo Camelo, ex-Los Hermanos (que supostamente acabou) ela tem 16 e ele 30, ambos estão lançando CD e cantam juntos e com o boato estão estampando vários sites, revistas, etc... conhecidência?! Alguém já viu isso antes, tipo Maria Rita namorando Falcão, só pra citar um exemplo recente...

    Eu vi a entrevista da Mallu há algum tempo no Altas Horas, estava surgindo na TV, simpatizei com ela, parecia perdida e ao mesmo tempo descolada, talentosa, embora não tenha acreditado muito em toda a história, achei que poderia ser diferente desta mesmice que invade a mídia

    Hoje penso que das duas, uma: ou ela sempre foi uma fraude, ou simplesmente se corrompeu (mais provável), mas o que esperar de uma garota de 16 anos lançada aos vorazes leões do circo da fama?! Uma pena... Só espero que não morra de overdose.

    Sobre o desenho, que estaria no Orkut dela, e seria de Mallu e Camelo, considerado mais um indício do romance, prefiro ver apenas uma cena bem paternal.

    domingo, 16 de novembro de 2008

    Este telefone está programado para não receber chamadas...

    Morar na Cidade Maravilhosa tem seu preço, pela quarta vez
     tive um celular roubado/furtado. 

    Ok, desta vez, pelo menos, tenho um backup atualizado da minha agenda, uma novidade...

    Outra novidade foi o categoria do roubo, eu estava dentro do ônibus e o ladrão na rua. Já tinha ouvido falar neste tipo de assalto com "malabarismo", por isso estava com a janela fechada... mas - como sempre - são aqueles dois segundos de displicência que nos dão a sentença final.

    Como funciona: você está no ônibus, sentado ao lado da janela, falando no celular. De repente, sente uma queimação na orelha e não tem mais o aparelho, ou seja, um ladrão com misto de macaco, pula pela janela, com uma mão abre a mesma (no meu caso, pelo menos, estava fechada) e com a outra arranca seu telefone (no meu caso foi com brinco e tudo). Em geral, isso acontece quando o ônibus pára no ponto, mas como bandido está sempre se superando, comigo, o ônibus estava na pista do meio e parou no sinal, nem era o primeiro da fila, estava entre vários outros carros e ônibus.

    Aconteceu no Centro do Rio, na Av. Presidente Vargas, próximo à Uruguaiana. O ponto que eu ia descer estava próximo e precisava fazer uma ligação pra avisar ao namorado que estava chegando, já tinha enviado um SMS, mas ele não respondeu, então achei que era mais seguro ligar do ônibus do que da rua (santa ironia). Eu, que já tinha ouvido relatos desse tipo de roubo, estava de janela fechada e usando o celular com a mão esquerda, que estava voltada para a parte de dentro (depois de analisar bem as pessoas do ônibus, que eram poucas, pois não costumo falar no telefone dentro de transporte público, nem na rua, procuro entrar num loja, olhar para todos os lados), porém nenhum destes cuidados foram suficientes para impedir que fosse roubada. Enquanto falava, vieram aqueles 2 malditos segundos de distração, pela força do hábito, troquei de mão e "zaap", senti uma queimação na orelha e dei um grito, ninguém no ônibus entendeu nada, vieram perguntar, eu percebi no ato que alguém de fora havia arrancado o telefone da minha mão, com brinco e tudo, nem consegui ver quem ou como, não sei como abriu a janela, desenhei como imagino que tenha sido. As pessoas no ônibus mal podiam acreditar, acho que ninguém nunca tinha ouvido falar nesse tipo de roubo. Já vi pegarem boné assim, também. Sei que fazem com carro e van de janela aberta (até mais fácil).

    Fica a dica para quem cotuma andar de ônibus/carro/van falando no celular ou com algum objeto de valor aparente. 

    Minha vingancinha é que o aparelho estava quebrado, embora novo. Aliás, este é um outro post que vou escrever aqui...

    quinta-feira, 13 de novembro de 2008

    Você acredita em tudo que ouve???


    Eu não acredito mais em nada que vejo na TV. Eu não acredito mais em nada que leio na Internet. Não acredito em email, nem propaganda, nem em reportagens, nem mesmo em documentários.


    Eu não acredito em show ao vivo, nem em improviso em teatro, cinema ou em qualquer meio de comunicação.

    Não perdi a fé em Deus, mas tenho perdido a fé nos homens cada dia mais. Sobretudo nos que não estão diante de mim, olhando olhos nos olhos. Não que alguém diante de mim não seja capaz de mentir, infelizmente, conheço pessoas que podem mentir tranqüilamente olhando nos olhos de quem quer que seja. Mas existem 3 ou 4 pessoas nas quais ainda me dou ao luxo de acreditar. 

    Fora isso, simplesmente não acredito, até que me provem o contrário.

    domingo, 9 de novembro de 2008

    Novidade Velha....

    O assunto do momento na "rodinha teeen" é: 



    Traduzindo: uma revista em quadrinhos da Turma da Mônica, porém os personagens cresceram, agora são adolescentes (mas continuam super fofinhos :-P). Além disso, as histórias seguem a estética Mangá (quadrinhos japoneses), com todos os elementos dessa arte tão apreciada no mundo inteiro, não só por crianças, como também por marmanjos como essa que vos escreve...

    O lançamento foi em agosto e o número 1 esgotou e re-esgotou várias vezes (já está valendo uma grana na Internet), o nº 3 está nas bancas e parece que até agora tem mantido o fôlego do lançamento. Como todo bom mangá, as histórias vêm em capítulos, cada revista tem 4 e são continuativos, tudo em preto e branco, exceto a capa.

    Considerações pessoais:

    Sempre fui viciada em HQ, qualquer um, mas nunca fui colecionadora. Já tinha ouvido falar do Mangá da Turma da Mônica e vi primeiro o nº 3, li em minutos e fiquei doida pra ler os anteriores. Consegui comprar o 2º e devorei da mesma forma. Não consegui ler o nº 1. Achei um pouco de exagero a temática das histórias no estilo "Senhos-dos-Anéis-Herry-Potter-Naruto", com monstros, artefatos mágicos e viagens entre várias dimensões. Como não li o início, fiquei sem saber se é esta a proposta, ou começaram como adolescentes comuns (como quando eram crianças) e de repente se viram super-heróis mirins.

    Confesso que as histórias são bobinhas, lembrando que foram feitas para o público teen, mas os personagens são uma graça, sobretudo quando ficam "pequenininhos". Vale ressaltar que, para quem lia o Gibi quando criança, é um verdadeiro banho de nostalgia, relembrar os nomes, as características, os bordões de cada, principalmente os que vão surgindo aos poucos, além dos 4 personagens principais.

    Devido a minha paixão por gatos, fui à loucura ao ver o Mingau (gatinho da Magali) caracterizado de Manekineko, tô louca pra ver se vão lançar em forma de bonecos. De resto, acho que vale conferir, pra quem não quiser pagar os R$ 6,40 pela revista, há vários blogs que publicaram as histórias.

    domingo, 2 de novembro de 2008

    NÃO SE PODE RECLAMAR QUE FALTOU EMOÇÃO...


    Massa foi brilhante, a corrida foi emocionante e o brasileiro chegou a ser campeão por alguns segundos. Rubinho, por sua vez, mal foi citado. Ok, tinha um alemão (Glocke) com o pneus errados que não conseguiu segurar a posição na última volta, enquanto um outro alemão (Vettel) nos fez pular do sofá ao ultrapassar o inglês.


    Por fim, foi por muito pouco, Hamilton foi fortemente vaiado, mas levou o título. Fica um certo renascer da paixão pela Fórmula 1 para os brasileiros e a espera pela próxima temporada. Nelsinho ficou só na promessa, mas valeu por tudo que vimos, e que venha 2009!!!

    sábado, 1 de novembro de 2008

    MASSA FEZ A PARTE DELE, AGORA SÓ FALTA O RUBINHO...

    Se na Turquia um bando de cachorros loucos invadiram a pista, por que no Brasil não pode ter uma galinha atravessando a rua?!

    Hoje vi no Jornal Hoje que um humilde funcionário do autódromo de Interlagos é responsável por não permitir que uma pata com 12 patinhos que habitam às margens da pista, por exemplo, cause um acidente durante a corrida. Bem, sendo assim, se o Rubinho não for capaz de bater no Hamilton e ajudar o Massa a vencer a corrida e o campeonato, o "Seu Zé" bem que poderia liberar uma ave qualquer pra atravessar na frente do inglês e garantir o porto de campeão para o brasileiro.

    Massa, por sua vez, acabou de fazer bonito no treino classificatório e amanhã larga na Pole, enquanto Hamilton sai em 4º. Agora vamos torcer pelo "imponderável" que afligirá o carro daMclaren, seja pato, ganso, lesma.. qualquer coisa, desde que impeça o Lewis Hamilton de chegar acima de 6º e que permita o Massa chegar em 1º, assim, finalmente, o torcedor brasileiro, que já está fazendo uma bela festa no circuito de São Paulo, vá ao delírio amanhã.
    Mas vou continuar gritando, 
    RUBINHO, BATE NO HAMILTON! 
    Afinal, qualquer ajuda é bem-vinda pra ver o 
    MASSA CAMPEÃO!!!

    quinta-feira, 30 de outubro de 2008

    Aderindo a campanha...

    RUBINHO: BATA NO HAMILTON E SE TORNE UM HERÓI NACIONAL!

    Primeiro ouvi dizer, depois encontrei uma referência na 1ª página do G1, fui procurar o grande oráculo Google e descobri no Super Mario Bloggers que havia algo de verdadeiro no ar...


    Não sei se foi neste site que tudo começou, como as idéias na Internet parecem não ter dono, tudo se copia... e cola, não posso garantir a veracidade da fonte, mas nesse Blog encontrei o texto, fotos e incluvise a tática ideal para que o Barrichello possa bater no Hamilton, ou melhor, forçá-lo a bater em sua traseira, ficando com a culpa, sem que o Rubinho seja expulso da F1. Mas também, se ele fosse expulso seria por um bem maior, além do mais, ele nem tem contrato para o ano que vem mesmo... Pra completar, tanto ele quando o hamilton são chegamos numa batidinha ousada...

    Batida de Barrichello em 1994 e de Hamilton esse ano

    Para quem não está interado sobre o assunto, neste fim de semana, temos o GP de Fórmula1 do Brasil, que é a última corrida da temporada e a que vai decidir o campeonato. No ano passado, Hamilton, então estreante na F1, perdeu o título na última corrida para Kimi Räikkönen por puro vacilo. Esse ano, Hamilton está 7 pontos à frente de Felipe Massa e só perde se o brasileiro chegar em primeiro e ele em 6º, no máximo, ou se Massa chegar em 2º e ele do 8º pra trás. Como é difícil acreditar que o inglês cometerá os mesmos erros de novo, embora sejamos brasileiros, aqueles que não desistem nunca, surgiu na Internet uma campanha em prol do "jeitinho brasileiro", simples assim: o Rubinho bate no Hamilton, fazendo com este saia da corrida, aí é só o Massa chegar na frente e ser Campeão Mundial. Segundo a crítica, seria a maior contribuição do Rubens Barrichello para o esporte brasileiro, em toda sua história na Fórmula1, quanta maldade....

    Como já percebi que essas coisas começam como uma brincadeira inocente e bombam na Internet, estava só esperando a mídia dita "profissional" se manifestar. Não demorou para um repórter ir perguntar ao próprio Rubinho se estava a fim de cooperar e eu, particularmente, adorei a resposta: "Meu carro não dá nem para me ajudar, quanto mais ajudar o Massa". Muito embora, já tenham cogitado que o único furo do plano seria o Barrichello não conseguir alcançar o Hamilton,como ele mesmo admitiu com sua colocação, então a solução está aí, basta ele esperar 1 volta e pegar o inglês desprevenido.

    Eu, na qualidade de recente torcedora fanática de Fórmula 1, espero que chova cântaros e que a corrida seja ultra mega emocionante, logicamente, torço pelo Massa, com ou sem ajuda de quem quer que seja... e não me venha com essa de que vença o melhor, se futebol é bola na rede, corrida é banderinha quadriculada na veia....


    terça-feira, 28 de outubro de 2008

    Spam, spam meu... Existe algo mais chato que eu???



    O que é Spam? 

    Segundo a Wikipedia é: "mensagem eletrônica não-solicitada enviada em massa."

    Também conhecido como: "mensagem de conteúdo impróprio ou inoportuno distribuída em massa via e-mail"

    Uma reflexão sobre algumas "coisas da vida"

     Dói minha alma ver o enorme número de pessoas se entristecem, beiram ao desespero e chegam às lágrimas ao receberem um email dizendo que "50 cães de raça, provenientes de uma clínica veterinária/canil falido/fechado serão sacrificados, caso não consigam ser adotados nos próximos dias".

    Só ainda não fui capaz de definir o que dói mais, se é saber que ainda há pessoas, muitas e muitas delas, tão inocentes, ingênuas ou desinformadas, que acreditam neste tipo de mensagem ou lembrar que a esmagadora maioria de tudo que trafega na rede é lixo.

    Eu, particularmente, recebi este mesmo email há uns 6 ou 7 anos atrás e mais uma dúzia de vezes de lá pra cá, creio que seja originário de uma daquelas correntes que eram fotocopiadas e colocadas nas caixas de correio [ou seja, os ancestrais do spam] de tão velha. Ainda assim, a maioria das pessoas se deixa envolver pela trágica situação relatada, seja de cães condenados à morte, ou criancinhas doentes e/ou deformadas e tornam-se alvos fáceis para as chamadas 'brincadeiras" de péssimo gosto, ou mesmo para proliferação de vírus, spams e todo tipo de lixo que trafega na rede mundial de computadores.

    Muitas vezes, vejo este tipo de prática doentia, como essa de enviar mensagens falsas a fim de solidarizar à população mais sentimental e menos interada com os truques e blefes tão comuns na Internet, acabarem influenciando nossa vida real e chegando a causar transtornos ou, pior, até tragédias de fato.

    Dói, ainda, pensar que existe gente tão desocupada que é capaz de escrever ou copiar e reenviar continuamente uma mensagem deste tipo por pura maldade ou falta do que fazer, seja apenas para sacanear um desafeto e colocar seu telefone como contato da suposta clínica [probe infeliz, receberá milhares de ligações de gente boa, caridosa, interssada em adotar um cãozinho], seja simplesmente para gozar da sádica diversão de ver a dor alheia.

    domingo, 19 de outubro de 2008

    BRIGADEIRO DE COLHER

    Já que a segunda-feira é considerada o dia mundial do início da dieta, eu agora estabeleço o domingo (sobretudo os chuvosos como hoje) como dia internacional do brigadeiro de colher...
    Fala sério, tem coisa mais gostosa??? Chocolate já é um suposto manjar dos deuses, em forma de brigadeiro, então, é quase um êxtase. Uma verdadeira covardia.
    E como preguiça pouca é bobagem, segue a receita do brigadeiro de microondas, tão delicioso quanto o tradicional, porém sem ter que ficar uma eternidade à beira do fogão mexendo, mexendo...


    VOCÊ VAI PRECISAR DE:
    - 1 LATA DE LEITE CONDENSADO
    - 4 COLHERES DE SOPA DE CHOCOLATE EM PÓ OU ACHOCOLATADO
    - 1 COLHER DE SOPA DE MARGARINA
    - 1 REFRATÁRIO, DE PREFERÊNCIA REDONDO E COM AS LATERAIS ALTAS




    NÃO ESQUEÇA, TAMBÉM, DE PROVIDENCIAR:
    - A COLHER DE SOPA
    - LUVAS DE PROTEÇÃO PARA PRATOS QUENTES
    - UM SUPORTE PARA A COLHER E OUTRO PARA O REFRATÁRIO
    - O MICROONDAS E A ENERGIA ELÉTRICA :-)


    TEMPO DE PREPARO:
    - CERCA DE 8 MINUTOS (menos do que você leva pra comer)


    COMO FAZER:
    Prepare o cenário:
    - separe os ingredientes, a colher e o refratário
    - verifique se está tudo OK com o microondas para não morrer de decepção
    - reserve um espaço para apoiar o vasilhame ainda quente e mexer


    O INÍCIO DO SHOW:
    - coloque os 3 ingredientes (eu prefiro pôr o leite condensado, depois o chocolate e, por último, a margarina) no recipiente escolhido e mexa bem. Aconselho desmanchar as bolinhas de margarina.

    - leve ao microondas por 3 minutos ou selecione a opção “brigadeiro”, caso exista.
    - retire do forno usando as luvas de proteção e mexa bem, o conteúdo deverá estar líquido à essa altura.
    - volte ao forno por mais 4 minutos (atenção neste período pois costuma subir, como leite quando ferve).
    - retire definitivamente, mexa e deixe esfriar

    Agora é só agüentar a ansiedade para não queimar a língua e se deliciar...



    DICAS:
    - em fornos mais antigos ou com baixa potência, o tempo estimado é de 10 minutos, neste caso, mexa com 4 minutos e depois com 7.
    - retirar e mexer durante o período de preparo é imprescindível para que a massa não suba e transborde.
    - é importante que o refratário tenha paredes altas, pelo mesmo motivo.
    - caso prefira, pode enrolar e cobrir com granulado, como os brigadeiros tradicionais.


    *Atenção meninas: é calórico sim, mas esqueçam isso e deleitem-se com o sabor...

    quinta-feira, 16 de outubro de 2008

    quarta-feira, 1 de outubro de 2008

    Série: meu dono é um cachorro...

    [Especial para os fãs de Star Wars]



    Que gut-gut (com ou sem hífen)


    Caimento perfeito :-P


    O Melhor!!!

    Obs.: nenhum animal foi maltratado nem sofreu abusos de qualquer espécie durante a criação destas imagens, pelo menos é o que dizem :-S

    E que a força esteja com vocês!!!

    terça-feira, 30 de setembro de 2008

    SOBRE O BICHO DO BISCOITO...

    [Resposta da Piraquê ao meu email, exatamente o mesmo que está no post abaixo, 36 horas depois do meu primeiro contato]


    Boa Tarde, Sra. Michele.
     
    Agradecemos o seu e-mail, e solicitamos um telefone e endereço para contato URGENTE.
     
    Atenciosamente,
     
    Piraquê s/a


    Enviei os dados solicitados. Será que vão me mandar um carregamento de biscoito?! Será que virá um carregamento de minhoquinhas junto??? :-))

    EU FUI!!!

    [Da série "Coisas que precisamos fazer pelo menos uma vez na vida"...]



    Hoje, segunda-feira, graças a um par de convites ganhos de última hora [pausa para agradecimento especial a Geo] fomos assistir "A Erva do Rato" no Festival do Rio 2008, filme nacional, tipo cinema-cabeça, de Julio Bressane com Alessandra Negrine e Selton Mello, baseado em contos de Machado de Assis. Na abertura, o curta "Trópico de Cabras", de Fernando Coimbra.

    Além da badalação da imprensa, a presença dos diretores, atores e boa parte da equipe técnica, todos subindo ao palco antes da sessão, com direito a explicações, aplausos, agradecimentos, aplausos, muitas fotos e mais aplausos... Vale pelo clima de festival, o público considerado selecionado (embora continuem chutando as minhas costas, mas isso é assunto para outro post) e rever o Cine Palácio, antigo e majestoso como nossas lembranças da infância.

    Quem quiser, pode passear pelo Site Oficial do Festival e buscar alguma pérola ou curiosidade para participar deste evento que já faz parte do calendário cultural da cidade.

    E como gritou uma empolgada cinéfila: MERDA! Boa sorte!

    segunda-feira, 29 de setembro de 2008

    BICHO DO BISCOITO É BISCOITO???

    [Texto do email enviado à Piraquê, até o momento sem resposta]

    Há algumas coisas de comer das quais eu gosto muito, poderia até me considerar viciada, chocolate, por exemplo. Em geral, quando alguma dessas coisas tem uma marca específica, sou fiel à ela incondicionalmente. Quer dizer, nem tão incondicionalmente assim, algumas condições são capazes de quebrar essa fidelidade.

    Vamos aos fatos. [Se você tem o estômago frágil, pare de ler por aqui]

    Dentre as cosias de comer que adoro está um biscoito salgado, quadrado, com furinhos simetricamente dispostos em ambos os lados e uma divisão no meio que permite quebrá-lo em duas partes iguais. Crocante e coberto com deliciosas sementinhas, em seu pacote verde com letras amarelas, atende pelo nome de "Água Gergelim®". Nos últimos anos, não me lembro de ter faltado em meu armário, em casa, no trabalho, nem mesmo na mochila. O que me lembro é de algumas pessoas com as quais convivo me verem devorando aqueles saborosos retângulos até então desconhecidos e, após uma prova ainda incrédula, se tornarem tão fãs quanto eu. Atualmente, ele está por todos os lados, na casa dos parentes, amigos...

    Outra particularidade sobre minha relação com os biscoitos, é o hábito de refazer o fechamento da embalagem se ainda restar algumas unidades. Após abrir, caso não coma tudo ou despeje-os num recipiente fechado, volto a colocar a parte de cima do pacote (uma espécie de tampinha que se solta após puxar a fita vermelha que facilita a abertura) sobre o último biscoito da pilha e dobro as laterais do plástico para o meio, colando-as com fita adesiva, fazendo uma embalagem similar a original, porém menor, o que permite carregá-la na bolsa, por exemplo, sem o risco de que se abra ou deixe o biscoito ficar mole. De qualquer forma, posso fazer isso várias vezes ao dia, a cada vez que reabra o pacote o coma mais alguns biscoitos, mas nunca por muitos dias, já que não dura mais que uma semana. Algumas pessoas acham graça quando me vêem abrindo e fechando os pacotes, dobrando e desdobrando as abinhas, colando e descolando... Achei que tinha aprendido isso com algum amigo que tem TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), não me lembro quando comecei a fazê-lo, mas descobri que minha prima faz exatamente a mesma coisa, deve ser alguma coisa no nosso DNA...

    Eis que um belo dia, no café da manhã, eu peguei um desses pacotes no armário da cozinha, fechado por mim, e despejei os biscoitos num prato para servir com geléia, qual não foi nossa surpresa ao perceber algumas pequenas teias entre alguns deles, umas pendurando as sementes de gergelim, outras unindo dois biscoitos, notamos, também, que algumas ficaram nas laterais do pacote, já vazio, achamos super entranho, alguém comentou que devia estar velho, achei improvável, conferi o prazo de validade, mas jogamos tudo no lixo e partimos para as torradas. O episódio, embora inesquecível, não foi suficiente para me afastar do biscoito, nem mesmo da marca.


    Algum tempo depois, abrindo um outro pacote que estava pela metade e carregava na mochila há dois dias, retirei um biscoito e percebi as mesas teias, como as de aranha, obviamente desisti de comê-los, chegando em meu destino, despejei todo o restante e percebi o mesmo cenário da vez anterior. Fiquei tentando me lembrar se havia comprado os dois no mesmo lugar, ao mesmo tempo, achei improvável, já que houve um intervalo de mais de um mês entre as duas situações.  Em casa, revistei o armário, não encontrei nada de anormal. Por precaução, fiz compras em outro supermercado, porém os mesmos produtos.

    Lembrando daquela história do gato escaldado, da próxima vez fui abrir um pacote novo do meu querido biscoito, achei por bem despejá-lo diretamente num "porta-biscoito" e qual não foi minha surpresa?! Lá estavam as teias, e não só elas, acabei descobrindo quem as fez, um tipo de minhoquinha, muito parecida com os bichos de goiaba, alguém definiu como larvas, achei nojento demais.



    Lembro daquela velha máxima: o que é pior, achar um bicho na goiaba ou meio bicho? Dizem que é melhor o bicho inteiro, senão é sinal que você já comeu a outra metade. Também tem quem diga que o bicho de goiaba é goiaba mesmo, pode comer, alguém se atreve?! Adoro goiaba, mas sempre a parto em vários pedaços para garantir a não ingestão de bichinhos, sendo eles goiaba ou não. Mas voltando ao biscoito, que é um alimento - se posso chamá-lo assim - industrializado, que acredito ser produzido com os mais altos padrões de qualidade, em ambiente controlado, não acho lá muito interessante ter que conviver com o risco de encontrar teias, minhocas, larvas ou seja lá que espécime for. Revirei o armário, abri pacotes de outros biscoitos, até da mesma marca, comprados no mesmo local, ao mesmo tempo, nada de surpresas. Bem, por fim, saquei a câmera digital, uma das melhores criações do século, senão a melhor, afinal, achei mesmo que não iam acreditar se eu contasse... tirei fotos dos bichinhos, das teias, do pacote (com a data de validade e o número do lote) e agora envio (se me permitirem) ao atendimento ao consumidor da Piraquê®. O que me dizem?

    Obs.: voltei todos os biscoitos, inclusive com os serem vivos, para o pacote e o lacrei como de costume, caso desejem para alguma análise.



     

    domingo, 21 de setembro de 2008

    Esc. Pe. Dr. Francisco da Motta e Colégio Sonja Kill

    Video do ensaio dos 30 alunos que vão se apresentar na Alemanha em outubro próximo... Boa sorte e sucesso "pessoinhas"!!!



    Tchau.

    terça-feira, 9 de setembro de 2008

    ATENDENDO A PEDIDOS...


    Desde que venci o Concurso de Monografias da Revista Brasil Rotário, em julho passado, muitas pessoas pediram a cópia do trabalho.
    Como já dizia minha mãe: "somos como chuva de verão, tarda mas não falha"... enfim, estamos colocando o link aqui para quem desejar ter acesso à Monografia completa.

    Lembre-se: Preserve o planeta Terra, ele não é descartável e você não vive sem ele!

    [click aqui] para baixar o arquivo em .doc. 
    Ao clicar, abrirá uma página em inglês com um novo link, clique em "here" e aguarde o arquivo ser copiado pra o seu computador, pode levar alguns minutos.

    Divirtam-se!!! 


    sexta-feira, 15 de agosto de 2008

    Novo portal de busca de empréstimos e financiamentos do Brasil

    SimuleCred.com.br já conta com diversas empresas cadastradas de vários Estados.

    A Internet brasileira acaba de ganhar o SimuleCred.com.br (http://www.simulecred.com.br/) , o único e mais completo site de busca de Empréstimos e Financiamentos do Brasil. No endereço, as empresas do ramo de empréstimos e financiamentos e até mesmo bancos podem disponibilizar gratuitamente aos consumidores dados como parcelas final, endereço, telefones e página web.

    Segundo Rafael Fittipaldi, fundador do SimuleCred.com.br, o objetivo principal do site é facilitar o dia-a-dia dos consumidores que estão em busca de um Empréstimo ou Financiamento sem sair da telinha do computador e estreitar a relação destes com as empresas com um simples telefonema ou uma visita ao endereço da mesma.

    "É muito comum o consumidor ter que telefonar para inúmeras empresas em busca de uma simples cotação e uma parcela baixa, o que demanda tempo e paciência, principalmente quando ele se depara com a necessidade de preenchimento de formulários. No SimuleCred.com.br, basta o consumidor digitar em nosso sistema o valor desejado, o tipo do empréstimo que deseja e a parcela, sem nenhum tipo de cadastro. E o melhor: tudo é feito com um único clique e em um ambiente muito amigável". Através do site, o usuario consegue facilmente ter sua menor parcela sem gastar tempo com telefonemas e inúmeras cotações. Não há limite para simulações, o internauta poderá realizar quantas simulações de empréstimos desejar.
    Com isso, o internauta receberá como resultado as empresas que oferecem as melhores taxas para seu bolso, assegurando uma qualidade incomparável, pois elimina a necessidade do internauta ter que gastar tempo com telefonemas.", explica Rafael Fittipaldi.

    Lembrando que o cadastro para Simulador de Empréstimos está disponível somente para Pessoas Jurídicas, tais como, bancos, financeiras e correspondentes bancários.

    Visite a página
    http://www.simulecred.com.br/

    domingo, 29 de junho de 2008

    Na alegria e na tristeza...

    Olá pessoal,

    [senta que lá vem a história... mais uma das crônicas da MINK]

    Há cerca de 5 meses, eu enviei um email a quase toda minha lista de contatos, pedindo que - por gentileza - me enviassem seus números de telefone, já que havia perdido meu celular com toda a agenda. Naquela ocasião, relatei que, além do celular, havia ficado sem minha querida câmera digital, vítima de um assalto. A maioria das pessoas, além de responder atendendo meu pedido, também se solidarizou com as perdas e enviaram mensagens de apoio, força ou mesmo revolta com a violência que nos cerca.

    Hoje, volto a escrever às mesmas pessoas, porém desta vez pretendo repartir uma boa, acho que ótima notícia, pelo menos pra mim :-)

    Há 15 anos, a revista oficial do Rotary no Brasil, [Brasil Rotário] promove o Concurso de Monografia para professores de todo país. Desde que era secretária do Rotary Galeão [1999] e tomei conhecimento do Concurso, pensei em participar, porém não era professora. Em 2005, quando assumi essa função, voltei a pensar no assunto, mas achei que não poderia participar por ter sido funcionária de um Rotary Club. Mais tarde, tive acesso ao edital, soube que as monografias eram identificadas por pseudônimos, com total sigilo da identidade do autor e não havia nenhum impedimento para que eu inscrevesse um trabalho.

    Este ano, recebi um incentivo a mais, já que minha chefe, rotariana e membro do Conselho da Revista estaria em viagem, fora do estado durante o período do concurso. Assim, entrei em contato com o Rotary no qual trabalhei até 2005, pedi ao presidente para me inscrever em nome do RC Galeão, peguei o material disponível e abracei o tema "Aquecimento Global: como preservar o planeta Terra e a humanidade". Abracei, agarrei, comi, bebi e respirei o assunto por uma semana. Sendo que no último dia, foram exatas 24 horas seguidas trabalhando, com direito a adquirir uma impressora nova às pressas, já que não conseguia os cartuchos necessários para acabar de imprimir. Postei na última hora do último dia de prazo, às 8h da noite no Correio da base aérea do Galeão, único aberto até essa hora...

    Sempre amei ler e escrever, no sentido mais puro das ações. Costumo dizer que "leio até bula de remédio, escrevo até em papel higiênico", mas não andava criando muito ultimamente. Confesso que ganhei alguns concurso de redação e poesia desde o primário até o 2º grau. Há 10 anos, sonhava cursar jornalismo, sonho escrever um livro desde que me lembro... Algumas coisas simplesmente não acontecem, por mais tentativas que façamos. Outras ficam pairando no campo das idéias, até que sejamos capazes de realizá-las.

    Quanto à monografia para o concurso, sabia que tinha escrito com a alma, realmente me apaixonei pelo assunto, sou curiosa por natureza, adoro saber sobre novos temas, os mais variados, e só de tomar conhecimento de detalhes sobre o Protocolo de Quioto, Mercado de Carbono, desenvolvimento sustentável e os vários problemas relacionados à preservação do meio ambiente e nossa permanência aqui, mudei minha maneira de ver o mundo e me relacionar com à natureza, os bens de consumo e me trouxe uma nova consciência para atos cotidianos.

    Até aí, já seria uma ótima experiência, porém o melhor estava por vir. Na última quinta-feira, fui agraciada com a notícia dada pelo Diretor do Concurso, Edson Avellar, de que - das 487 monografias inscritas por professores de todo Brasil, a classificada em 1º lugar era de uma tal "Giulia Camejo", pseudônimo que usei. Entre felicidade, surpresa, orgulho e, claro, muitas lágrimas... fui parabenizada por ilustres rotarianos, professores, empresários e até o escritor Antonio Olinto, da Academia Brasileira de Letras. Soube que meu trabalho foi corrigido pelo próprio Edson Avellar e por um professor da Escola Superior de Guerra (cada um é sorteado para ser lido por 2 membros da Banca) e o único que recebeu 2 notas 10, até os sinos da Igreja dobraram no momento do anúncio do resultado (coincidência, claro, mas achei legal alguém comentar que Deus devia estar satisfeito).

    Tudo isso, além de uma avalanche de bons sentimentos e do acarinho de muitas pessoas queridas, sobretudo numa semana que eu estava super desanimada, trouxe à tona vários temas recorrentes e decisões significativas na minha vida, que estavam meio inertes, além de contato com pessoas que não tinha notícia há tempos. Voltei a pensar na faculdade de jornalismo, no livro, na paixão por escrever, acho que ainda levo jeito... principalmente se praticar cada vez mais. Com o prêmio, a princípio, vou comprar, adivinhem!!! minha câmera digital, acho que 6 meses já é um bom castigo, ela quase fazia parte da minha mão e sinto mesmo falta de registrar imagens o tempo todo. O restante vai ser semeado para um sonho maior que está por vir, não adianta continuarem me pedindo vale :-P

    Como mensagem para vocês, amigos, colegas, conhecidos... deixo a lembrança constante de que vale a pena acreditar nos seus atos, seus feitos e - acima de tudo - nos seus sonhos. Agir com paixão. Acho que as coisas acontecem no momento certo e da maneira certa, mas precisamos fazer algo para que aconteçam, o universo conspira, contra ou a favor, mas não se mantivermos a inércia. A todos que torceram, apostaram ou contribuíam, meus sinceros agradecimentos. A todos que duvidam, tenham fé, em Deus, no próximo ou em si mesmo, mas creiam em alguma coisa, de repente tudo muda! Acho que a vida tem muito mais sabor assim... :-)

    Beijinhos,

    MINK [Michelle, ou Giulia, como queiram ;-P]

    terça-feira, 25 de março de 2008

    Respostinha fria e calculista, como esperado...

    Prezada Sra Michelle , Agradecemos por entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor Sony Ericsson.
    Tomamos conhecimento de sua situação , fato este que mereceu nossa atenção especial .Informamos que no presente momento não dispomos de contra - propostas para aquisição de nossos produtos .

    Para mais informações por favor,entre em contato com a Central de Atendimento ao Consumidor através do telefone: 4001-0444 ou através do nosso Chat, acessando o site www.sonyericsson.com.br. Para compra de aparelhos e acessórios originais Sony Ericsson, visite nosso site: www.sonyericssonshop.com.br.Caso não consiga completar a chamada, basta acrescentar o número da operadora + DDD de sua cidade + 4001-0444. Nosso horário de atendimento é de Segunda a Sábado, das 8:00 às 20:00h, exceto feriados. Atenciosamente,Fernanda Roberto Serviço de Atendimento ao Consumidor - Brasilwww.sonyericsson.com.bremail: questions.br@support.sonyericsson.com

    segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

    Entre o amor e a paixão...

    Meu nome é Michelle, tenho XX anos, moro no Rio de Janeiro – Capital, sou formada em Design Gráfico e trabalho como professora de Informática há alguns anos. Sempre fui apaixonada por tecnologia, muito embora não tenha condições financeiras de acompanhar constantemente os últimos lançamentos mundiais. Atualmente, convivo em um universo de cerca de 900 alunos (entre ensino fundamental, médio e técnico) e trabalho numa empresa com 2000 funcionários que atua na área de saúde, educação e tem várias obras sociais pelo estado. Acredito que pela minha função [designer e professora] e pela naturalidade com que apresento novos produtos em uma linguagem acessível e empolgante, as pessoas estão sempre me pedindo opinião, tirando dúvidas e querendo conselhos para compra de aparelhos como celulares, câmeras digitais, videogames e afins.

    Já trabalhei em uma operadora de telefonia celular, o que aumentou meu entendimento e interesse por esses aparelhos em particular. Porém, devido à violência que impera em nossa cidade, assumi o compromisso moral de jamais comprar um aparelho “top de linha”, por mais encantador que me parecesse.

    Fui capaz de cumprir minha promessa até o dia em que me deparei com o novo Sony Ericsson K750i. Na verdade, tinha ido à loja apenas substituir um aparelho roubado para outro funcionário do plano corporativo, não tinha a intenção sequer de adquirir um novo celular para mim, mas foi como aquelas paixões a 1ª vista, arrebatadoras! Nada foi capaz de me impedir, nem o preço muito acima do que eu pagaria (embora sendo vantajoso levando em consideração os descontos oferecidos pela operadora devido ao aumento da carência do plano), nem o medo de tê-lo roubado, nem os conselhos racionais... Cada impedimento parecia inexistente diante daquela maravilha em poucos centímetros. Estávamos em 2006, era lançamento, uma câmera de 2Mp com flash e zoom, rádio, MP3, cartão de memória... Levei-o pra casa com a alegria mil vezes ampliada que uma criança que ganha sua 1ª bicicleta. Até escrevi um post no Blog com fotos e elogios sem fim.

    O contentamento não coube em mim e extravasou para as minhas aulas, as conversas com amigos, em casa, no trabalho... No entanto percebi que a Sony Ericsson ainda não era uma marca consolidada, pelo menos nos ciclos onde transitava. A partir de meu depoimento, minha médica aderiu à marca, assim como sua filha, a chefe do Deptº jurídico da minha empresa, o dono da lanchonete, um aluno, outro, outro... meu namorado e, através dele, as pessoas de sua empresa, logo me vi cercada por diversos modelos, cada um de acordo com as características de seus proprietários. Percebi, também, que a maioria dessas pessoas me confidenciava: “comprei por causa de você”. Confesso que pensei em escrever a vocês sobre isso, mas não estava convencida desta influência ou da importância que poderia ter.

    Além de muito satisfeita com o telefone, inclusive com a qualidade das fotos, almejava uma câmera digital e escolhi a Sony T10, outra por quem me apaixonei à 1ª vista. Decidi, então, aderir à marca para tudo, inclusive devido à possibilidade de comunicação entre seus dispositivos (troca de cartões de memória, por exemplo), mesmo sendo contra meus princípios optar por uma marca que usa formato proprietário e não permite a intercomunicação com aparelhos de outras marcas. Para completar o pacote, adquiri um Play Station II e o Sony Micro Vault Tiny, o menor e mais “fofinho” dispositivo de memória flash de que tive notícias... Assim como o telefone, as pessoas à minha volta foram sendo incentivadas e optaram por câmeras Sony, pen-drive, etc.

    Sempre usei estes aparelhos nas minhas aulas, costumo preparar algumas especificamente sobre tecnologia e novos produtos, já que há tempos notei a dificuldade que o público em geral tem ao comprá-los pela total falta de conhecimento da área. Muitos, inclusive, não confiam nas informações dos vendedores, sentem-se perdidos e evitam a compra.

    Tudo ia muito bem até que, em janeiro de 2008, durante as férias, tive o celular e a câmera roubados. Confesso que foi como perder uma parte de mim, ambos já estavam completamente inseridos no meu cotidiano, estes objetos – realmente – mudam nosso modo de vida. Meu telefone tinha mais de 500 contatos (sim, fiz backup da agenda algumas vezes, mas não estava tão atualizado e não estão à mão quando preciso). Todos os meus compromissos eram lembrados por ele, um companheiro fiel. Fui madrinha do casamento do meu irmão e, simplesmente, não tinha como registrar momentos imprescindíveis. Onde estaria minha câmara agora??? Confesso que chorei, muito mais pela perda emocional e a impossibilidade de guardar aquelas imagens.

    A ocasião do roubo se deu durante a estadia de 2 primas que vieram de outro estado, e estávamos visitando praticamente toda Cidade do Rio num intenso roteiro turístico, inclusive com direito à algumas comprinhas para elas que – por sinal – incluíram um telefone Sony Ericsson e uma câmera da Sony, o que mais uma vez ressaltou para mim a influência de conhecer alguém que defenda a marca.

    Se alguém estiver lendo, deve se perguntar: e o que temos com isso?! Na verdade, não sei até que ponto um cliente é importante para vocês, ou as experiências deste cliente, a visão que ele tem da marca ou mesmo a influência que pode exercer sobre outros possíveis clientes... Mas me peguei pensando: será que neste mundo essencialmente capitalista existiria uma empresa preocupada com o bem estar e a satisfação de seu consumidor ou, ainda, que estivesse disposto a não perdê-lo, mesmo sendo por razões alheias à sua vontade? Decidi tentar, a mim não custa nada além de um bocado de tempo e aprendi como minha mã: “quem não falada, Deus não ouve”.

    Após perder meus 2 produtos de uso diário, em que situação me encontro: tive um prejuízo de cerca de 2.000 mil reais, além das despesas das férias, assim, não tenho condições de adquirir um celular ou mesmo a câmera do nível dos anteriores, estou priorizando o celular, que me faz mais falta (embora doa tanto quanto não ter a máquina, mas paciência...). Tenho usado um aparelho básico e sem recursos, emprestado, que me leva à loucura... Optei por migrar para um plano pós-pago, que me oferece desconto na compra. Já pesquisei arduamente entre modelos, custo-benefício, vantagens, sempre levando em conta a fidelidade à marca, e minha necessidade específica, quando me deparei com alguns impasses: posso me considerar apaixonada por 2 modelos de níveis diferentes, o W610 e W880 e completamente louca de amores pelo mais novo lançamento com câmera de 5Mp, o K850, sendo que este, além de longe da minha realidade monetária, é forte concorrente do Nokia N95, que me parece muito mais completo. A Nokia, por sua vez, é a única marca pela qual eu pensaria em trocar a Sony Ericsson, aí vem a maior dúvida. Fazer a loucura de comprar um aparelho deste porte, temer ser novamente assaltada e apertar em muito o orçamento ou optar por um dos outros 2, dependendo das vantagens. Estava fortemente inclinada à 2ª opção quando, sem querer, esbarrei em um novo lançamento, não da Sony, mas novamente da Nokia [disputa acirrada esta, hien?!] Trata-se do Nokia 5310, fino como o W880, com muitos recursos, lindo! Confesso que cansei os neurônios de tanto analisar tabelas comparativas e fui à loja sem estar certa de nada, pretendendo um “test-drive” para me decidir. Qual não foi minha surpresa: no meu plano atual, o W610 custa cerca de 100 reais a mais que o 5310, o W880 é cerca de 400 reais mais caro. Fiquei entre o Nokia 5310 e W610, esperando que este último me convencesse de valer cada centavo. Neste momento, fui informada de uma nova promoção, não sei se é obra da operadora, da Nokia ou uma parceria: se eu aumentar meu plano de serviços em R$ 38,00 mensais o preço dos 2 modelos Sony Ericsson came muito pouco, porém recebo o Nokia 5310 sem nenhum custo. Bem, esta é realmente uma boa oferta. Sendo assim, decidi perguntar se a Sony Ericsson não teria interesse em uma contra-proposta. E aí, o que me dizem???

    Obrigada pela atenção.



    Este blog está sob uma Licença Creative Commons.
    design: Michelle - desenvolvimento: sagui

    besteirinhas

    Melhor do que passar 3 horas no engarrafamento, é ouvir: "eles deviam servir porções de batata frita e calabresa, chopp na caneca zero grau e vir vestidos como garçon..."

    filosofando

    • Mesmo que os livros, ou as pessoas digam que um trecho de código não funciona, experimente. (Marcio)

    quem disse?!

    • Trabalho é tudo aquilo que você faz na hora em que gostaria de estar fazendo outra coisa. (sabedoria popular)
    • Se você colocar dois designers dentro de uma sala para discutir sobre um determinado assunto, não se espante se você ouvir três opniões diferentes. (Sei lá)
    • A única maneira de conservar a saúde é comer o que não se quer, beber o que não se gosta e fazer aquilo que se preferiria não fazer. (Mark Twain)

    passado

    olhando

    procurando

    perfil