.

falando

Escrito por uma menina que lê até bula de remédio e escreve até em papel higiênico.
Editado por um menino que pensa muito e faz pouco, mas quando faz, não espere menos que a perfeição.

twittando

    Siga-me no Twitter

    Disseram que sou "coloridinha, mas legal"!!! Disseram que sou cor-de-rosa!!! Eu sou DESIGNER, e só!!! Tá bom, com certas gamas de magenta, eu admito... Mas de DESIGN esse blog ainda não tem muito, mas tem o dedinho dele... Atualmente, caloura de JORNALISMO, porque nunca é tarde para realizar os sonhos de sua vida.

    sábado, 17 de setembro de 2011

    Eu e o Rock in Rio, 10 anos de história! Agora, #EUVOUSERO1

    Eu ganhei 1 ingresso para o Rock in Rio... 
    obabababababababababababababa!!!

    Mas eu quero mais!

    Há 10 anos o RockinRio entrou na nossa história e mudou a minha vida. 
    Eu e o Marcio começamos lá, em pleno show do REM =]

    Agora, eu quero entrar para a história do Rock in Rio, se todos votarem em mim, na minha frase, #EUVOUSERO1 a entrar na Cidade do Rock.

    Vota vai, você também pode tirar uma onda e dizer que conhecia a 1ª =P



    quinta-feira, 25 de agosto de 2011

    Filhos do Rock

    [Texto publicado no Blog Sky 15 anos, comentando  o post Filhos do Rock]


     Ei, nosso Murilo também é um filho do Rock in Rio, ainda dá tempo de contar nossa história?! Não é um comentário, mas não sabia onde escrever... então lá vai! 

    Michelle e Marcio, ou melhor, eu e meu marido éramos apenas bons amigos, já nos conhecíamos há anos, ele conheceu todos os meus exs e eu nunca vi ele ficar com nenhuma das minhas amigas, mesmo as que foram a fim dele. Ele sempre foi fissurado em Rock, aliás, minha "enciclopédia musical ambulante" e queria assistir REM na 3a edição do Rock in Rio, eu não entendia nada de música e queria ir "pelo evento", cada amigo ia num dia diferente e acabei indo no mesmo sábado, 13 de janeiro de 2001, que ele. Tem um problema, não sei escrever pouco, posso contar por algum outro meio, ou será que cabe tudo aqui??? 
    Bem, íamos só eu e ele, mas na hora de sair, o Marcelo, meu atual cunhado, resolveu ir junto. Naquela época os ingressos não eram vendidos pela Internet e se esgotavam em 2 dias =O Fomos os 3. Logo na entrada, eu passei primeiro e tinha aquela brincadeira do sinal, vc recebia um adesivo nas cores verde, amarelo ou vermelho pra idetificar seu "estado civil" no evento. Peguei o vermelho, não estava interessada em pegar ninguém na frente dele. Embora fossemos só amigos, já estava rolando um clima da minha parte, mas sabe aquela coisa de timidez, vai que ele não tá a fim e estraga a amizade, eu é que não vou tomar a iniciativa.... provavelmente ficaríamos nisso o resto da vida se não fosse a aura mágica daquela lugar. O Marcelo entrou em seguida e pegou o verde, mas o Marcio escolheu a bolinha vermelha, como eu. Logo que passamos da área de revista, pouco depois dos portões terem aberto, vimos aquela imensidão ainda vazia, o verdadeiro santuário do rock! É como se os deuses da boa música nos pegassem nos braços e dissessem: "eu vos abençoo" hehehe Até serviu para eu esquecer a frustração de não ter levado a câmera, porque achei que era proibido, e ver várias pessoas com a máquina fotográfica na mão doeu na alma, até hoje meu único arrependimento é não ter uma foto sequer daquela data, mas na minha memória está tudo muito bem arquivado. Quando o Marcio viu que meu adesivo era vermelho como o dele, pegou minha mão e disse: "estamos juntos!" mas não passou disso, não naquela hora, durante todo o dia andamos de mãos dadas, nada além. Eu tinha 21 e ele 23, não éramos adolescentes, mas assim foi. Estendemos a canga na grama e ficamos vendo "as modas", passeamos pelos stands. Os shows começaram e foram tão inesquecíveis quanto todo o resto, vimos a Cássia Eller levantar a blusa e a multidão ir ao delírio. Uma linda gringa com o violino no palco secundário, Penélope, Fernanda Abreu junto com Evandro Mesquita, e tantos outros momentos mágicos. O penúltimo show da noite foi Foo Fighters, eu não conhecia nada deles, como eu disse, não sacava nada de música :-S Estávamos aguardando o REM quando o Marcelo resolveu que tinha que ir no Stand da Trama, pensamos que não era boa ideia, iríamos perder o lugar, etc, mas ele estava irredutível, então fomos os 3. O stand estava lotado e depois de tentarmos, sem sucesso, colocar pelo menos um dos pés lá dentro, saímos eu e o Marcio e deixmos ele se aventurar sozinho, ficamos na porta esperando, quase entediados, quando  ele me pegou pela cintura, colocou num lugar um pouco mais alto, passou lentamente as mãos no meu pescoço e.... respira, respira! e.... ME BEIJOU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! 
    Nesse exato instante o Michael Stipe entrou no palco, foi uma correia, os stands ficaram vazios, todo mundo correu pro show, mas pra gente, o tempo havia parado, não importava o resto do universo... ficamos nos beijando, beijando, beijando... Até que o Marcelo apareceu e não entendeu nada. Quando consegui voltar a organizar os pensamentos, imaginei: ele veio só por causa do REM e não vai ver o show? Pra mim, já era uma declaração de amor S2 Fomos na direção do Palco Mundo, ele ficou de costas pra podermos ficar frente a frente e eu ver, disse algo do tipo, "só me importa o som, e você..." ai, eu estava totalmente apaixonada, achei tudo tão lindo, a caipirinha e o sotaque do Michael eram os mais fofos do mundo, tudo tinha sabor de paixão. Passamos o show inteiro nos beijando, entramos no ônibus de volta pra casa nos beijando, chegamos em casa nos beijando e estamos nos beijando até hoje, 10 anos depois. No domingo seguinte fomos levar um amigo ao show do Gun's, ficamos de fora, mas ouvindo pelo rádio, e assim rolou nossa primeira vez, foi tão mágico quanto o primeiro beijo. Mas ainda não foi dessa vez que "encomendamos"o Murilinho =] sempre disse que queria casar no Rock in Rio, só que o festival demorou tanto pra voltar pra casa e acabamos fazendo o Batizado antes do casamento. Ano passado o Murilo chegou, nosso primeiro rebento, um legítimo filho do Rock, daquele amor que nasceu em pleno show do REM, ao som de Losing my Religion. E o Murilo parece mesmo ter o DNA do rock, adora beatles, não pode ver uma guitarra, fissurado em bateria e só tem 1 ano e meio ;-P A mamãe coruja comprou umas roupinhas rock n'roll e ele adorou, bem ele não disse, mas abriu um sorrisão ;-] Quanto ao lance do CASAMENTO NO ROCK IN RIO, é mesmo um sonho, pensei em estar lá no Palco Mundo e gritar SIIIIMMMM, eu aceito! Mandei isso num twitte assim que lançaram o perfil @rockinrio e não é que me responderam, mas acho que não foi pra frente a ideia, a menina que entrou em contato comigo disse que estava procurando um patrocinador que se interessasse pela história. Ontem ela disse que viu o projeto Filhos do Rock, da sky e ;embrou de mim, mas a empresa que ela trabalha não tem nada a ver com vocês, então estoou escrevendo por minha conta, nem sei se este é o local certo, mas se quiserem mais detalhes ou informações, fotos, etc, é só mandar um email. 
    Uoououuoouoooouuu Rock in Rio!!!

    quinta-feira, 7 de julho de 2011

    segunda-feira, 11 de abril de 2011

    Bebê soninho...

    Adoro essa foto, eu dormia assim... olhando agora parece que foi há tanto tempo, esse bebê já se parece um rapazinho =]

    segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

    Novas coisinhas do Pequeno Príncipe











    Mais uma visitinha a Tok&Stok, já viu... novas aquisições de mimos irresistíveis do Pequeno Príncipe. Só um detalhe, nem tudo do post anterior nós compramos... infelizmente =]

    domingo, 6 de fevereiro de 2011

    O Pequeno Príncipe

    Esta é uma paixão antiga, li o livro antes mesmo de saber ler. Saboreava cada uma daquelas imagens como um troféu, após ter escalado a estante do meu pai e conseguido alcançar aquele tesouro em forma de livro. Durante um tempo, minha imaginação infantil viajava naquelas figuras tão incomuns, até o dia em que a alfabetização me permitiu decifrar as letras que emolduravam as aquarelas de Saint-Exupéry, como num passe de mágica, aquele livro que me era tão caro, tornou-se ainda mais amado.

    Quando me vi grávida de um menino, não hesitei em sonhar seu quarto na bela companhia do Pequeno Príncipe, na verdade, não fui daquelas grávidas que planeja o quarto, a mala da maternidade, a cadeira de amamentação e a data da cesária com riqueza de detalhes. As coisas foram acontecendo, embora tenha me preparado para ser mãe, buscando a maior quantidade de informação e bons hábitos, desde o momento que descobri um bebê a caminho, não montei cenário nenhum, apenas deixamos a vida seguir seu curso. E parece que deu certo, temos um filho tranquilho, saudável e feliz, mas como nem tudo é perfeito: o Murilo fez 1 ano na semana passada e, por umas e outras, seu quarto não foi montado até hoje. Cheguei a comprar alguns itens de decoração, mas ficaram guardados, assim como aqueles sapatinhos mínimos que nunca couberam em seus enormes pézinhos de bebê macho.

    Ainda assim, o Pequeno Príncipe está sempre permeando nossa relação, na última visita àTok&Stok, que tem uma linha completa do tema, aliás, várias, não foi possível conter a paixão e o impulso. Vou fazer uma festa com o tema Pequeno Príncipe, não é uma boa desculpa pra comprar tudo de mais lindo e fofo que existe?! Seguem apenas alguns objetos de desejo...
    Pufe
    Baú Caixa do carneiro
    Fronha
    Toalha bordada
    Kit toalha de boca para bebê
    Cortina
    [essa minha mãe colocou uma barra amarela, ficou ainda mais linda]

    agenda
    Kit fronhas para bebê
    Calendário de mesa
    Caixa de carimbos e giz de cera
    Almofada 45cm

    Babador




    Este blog está sob uma Licença Creative Commons.
    design: Michelle - desenvolvimento: sagui

    besteirinhas

    Melhor do que passar 3 horas no engarrafamento, é ouvir: "eles deviam servir porções de batata frita e calabresa, chopp na caneca zero grau e vir vestidos como garçon..."

    filosofando

    • Mesmo que os livros, ou as pessoas digam que um trecho de código não funciona, experimente. (Marcio)

    quem disse?!

    • Trabalho é tudo aquilo que você faz na hora em que gostaria de estar fazendo outra coisa. (sabedoria popular)
    • Se você colocar dois designers dentro de uma sala para discutir sobre um determinado assunto, não se espante se você ouvir três opniões diferentes. (Sei lá)
    • A única maneira de conservar a saúde é comer o que não se quer, beber o que não se gosta e fazer aquilo que se preferiria não fazer. (Mark Twain)

    olhando

    procurando

    perfil